"Quase Todas as Mulheres" de J. J. Armas Marcelo

 10 Mar, 10:37

10 €

"Quase Todas as Mulheres" de J. J. Armas Marcelo

10 Mar, 10:37

10 €

  • VendaTipo
  • CascaisConcelho
  • Carcavelos e ParedeFreguesia
  • 26759375Id do anúncio

"Quase Todas as Mulheres"
de J. J. Armas Marcelo

1 Edição de 2007
Publicações Dom Quixote
352 Páginas

Néstor Rejón descobre desde criança a beleza e os tesouros inabarcáveis que se escondem no corpo e na alma das mulheres. Com o anos, graças às suas esculturas em ouro, converte-se num ourives de renome internacional e, da sua tranquila idade madura, relembra o que foi a sua vida: a de um buscador de ouro, um metal precioso e misterioso como as mulheres que amou.

Na Sicília vive um grande amor com a jovem Sarah dAllara, síntese de quase todas as mulheres que conheceu e amou.

Enquanto percorre a insólita beleza da Sicília, pela mão de Sarah, estudiosa de Lampedusa e de O Leopardo, assiste desconfiado ao anúncio da visita de Tony Limpito, ex-amante da jovem DAllara. Rejón inquieta-se febrilmente perante o cenário de um duelo que só tem lugar na sua imaginação: o confronto com Limpito. Mas sente também a nostalgia da juventude perdida, muito semelhante à que sofreu o Príncipe que Burt Lancaster encarnou em O Leopardo, o filme de Visconti baseado no mítico livro de Lampedusa.

QUASE TODAS AS MULHERES é um romance persuasivo, que atinge níveis de uma altíssima e fina sensualidade erótica, um relato absorvente que recria e homenageia a beleza feminina, a beleza do mar e a beleza das palavras. Um hino à mulher, à memória, à loucura de amar e à paixão de viver.

----
J. J. Armas Marcelo nasceu em Las Palmas em 1946 e é licenciado em Filologia e Literatura Clássica pela Universidade Complutense de Madrid desde 1978.
É autor dos romances El Camaleón sobre la Alfombra (1974, Prémio Galdós), Estado de Coma y Calima (1978), Las Naves Quemadas (1982), El Árbol del Bien e del Mal (1985), Los Dioses de Sí Mismos (1989, Prémio Internacional de Novela Plaza & Janés), Madrid, Distrito Federal (1994), Cuando Éramos los Mejores (1997), Así en la Habana como en el Cielo (1998), El Niño de Luto e el Cocinero del Papa (2001), La Orden del Tigre(2003); da biografia de Mario Vargas Llosa, El Vicio de Escribir (1991) e do ensaio Los Años que Fuimos Marilyn (1995).
Colabora regularmente com a imprensa, rádio e televisão, onde dirigiu durante quatro anos o programa Los Libros de TVE.
Em 1998 obteve o Prémio González-Ruano de Jornalismo e, nesse mesmo ano, a Ordem de Miranda.
Com Quase Todas as Mulheres ganhou o Prémio de Romance Ciudad de Torrevieja II.

ESGOTADO NAS LIVRARIAS

ÓPTIMO ESTADO - PORTES GRÁTIS


Raul Ribeiro

Anunciante desde Abr. 2013
Cascais