Ensinar a Poesia - De Teresa Guedes

 24 Dez, 18:02

7 €

  • Ensinar a Poesia - De Teresa Guedes

Ensinar a Poesia - De Teresa Guedes

24 Dez, 18:02

7 €

ENSINAR A POESIA
De Teresa Guedes
Colecção: Práticas Pedagógicas
Editora: Asa
N da Edição: 2 Edição
Ano de edição:1995
Idioma: Português
Formato: Normal
N de Páginas:168
Tipo de capa:Capa Dura
ISBN:9724107604
Livro em excelente estado, praticamente novo, sem sinais de uso.
Preço 7.00EUR
-----------------------------------------------------------
PRÉ-PAGAMENTO:
Transferência Bancária
MBWAY
PAYPAL
Custos de envio:

OPÇÃO A : Envio em Correio Normal. (GRÁTIS )

OPÇÃO B :Envio em Correio Registado (1.75EUR)


Entrego em mão em Coimbra

Sinopse
O presente livro surge como corolário de dois anos de reconciliação de uma turma com a Língua Portuguesa, também e sobretudo, através da Poesia.
Aqui se cristalizam entusiasmos, experiências e resultados. Simultaneamente, esbatem-se as auréolas negativas à volta da Poesia, enquanto conteúdo de aprendizagem no ensino do Português.
A nível de uma terapêutica preventiva contra o atrofiamento da criatividade e do imaginário nas nossas escolas, a Poesia revelou-se um tónico eficaz.

Maria Teresa Guedes nasceu em 1957. Licenciada em Filologia Germânica pela Faculdade de Letras do Porto, concluiu, em 1988, a sua formação em serviço, da qual fez parte o estudo, apresentado à Escola Superior de Educação do Porto, que mais tarde viria a resultar na obra Ensinar Poesia (ASA, 1990). Foi professora efectiva do 2 ciclo do ensino básico em escolas públicas de Vila Nova de Gaia, onde vivia, e dedicou-se à dinamização de oficinas de escrita criativa, para docentes e alunos. Desde a sua estreia em livro, publicou três títulos de poesia para jovens (Em Branco, 2002; Real mente, 2005; e Tu Escolhes, 2007) e diversas obras de incentivo à escrita de intenção literária em contexto educativo. Escrevia, versos, contos, crónicas. E amava a vida. Deixou-nos repentinamente em 25 de Setembro deste ano (2007), com uma obra por completar, uma obra ainda por cumprir. Marcada pelo humor e pelo dom da invenção e do jogo linguísticos, a sua escrita poética evidenciava também uma ironia discreta e um fundo sentido do humano, a que não era estranha uma notória agudeza na observação das relações entre pessoas.

V. Oliveira

Anunciante desde Mai. 2017
Verificado com
Coimbra
Último acesso há 2 dias
Tempo de resposta inferior a 25 minutos