Terreno T4 550,00 m2

 16 Out, 05:47

300 000 €

Terreno T4 550,00 m2

16 Out, 05:47

300 000 €

  • 550 m²Área útil
  • VendaTipo
  • 14095AMI
  • PortoConcelho
  • 32167125Id do anúncio

Temos para venda esta moradia/terreno, localizada em plena avenida Fernão Magalhães( praça velasques)Antas.
Projecto de arquitectura encontra-se aprovado , sendo que área de construção é de 550.07 distribuído por 7 pisos.
Arquitectura Moderna :
No piso do /rc e -1 desenvolve-se um apartamento t3 dúplex área habitável de 124.35m2 ,com varanda e um óptimo jardim de 38.52m2
Nos pisos superiores temos:
5- Apartamentos t1´s, todos eles com:
- 2 frentes
-varanda
-elevador
A segunda fase de requalificação da Avenida de Fernão de Magalhães arranca nesta terça-feira, 23 de julho, entre a Rua D. Agostinho de Jesus e Sousa e a Rua de Coutinho de Azevedo.

Com uma duração prevista de 90 dias, os trabalhos contemplam, de uma forma geral, a pavimentação da faixa de rodagem, estacionamentos e passeios, a criação de um corredor BUS de alta qualidade, a execução de novas infraestruturas hidráulicas e de telecomunicações, a instalação de redes modernas de iluminação pública e de semaforização. Será também executada a renovação do mobiliário urbano e dos equipamentos de resíduos sólidos urbanos, bem como a requalificação dos espaços verdes existentes.

Toda a sinalização de condicionamentos de trânsito está devidamente assinalada em obra e pode ser acompanhada detalhadamente aqui.

Esta avenida estruturante da cidade está a ser objeto de uma intervenção profunda, no eixo entre o Campo 24 de Agosto e a Praça do Dr. Francisco Sá Carneiro, representando um investimento municipal na ordem dos 5,3 milhões de euros.

A "Requalificação da Avenida de Fernão de Magalhães" desenrola-se em quatro fases distintas, de modo mitigar os impactos no trânsito e no quotidiano dos que habitam e trabalham nesta artéria. Tem um tempo estimado de execução total de 540 dias, cerca de um ano e meio, sendo a gestão da obra da responsabilidade da empresa municipal GO Porto.

Esta ARU apresenta um tecido urbano que, na sua metade ocidental (Santa Catarina, Alegria, D. João IV, Santos Pousada), foi sendo formado ao longo do século XIX, mas só consolidado, na restante área, durante a 1ª metade do século XX, em torno do troço inicial da Avenida Fernão de Magalhães. A par de uma ocupação do tipo residencial pouco homogénea, subsistem numerosas parcelas edificadas de antigo uso industrial (actualmente esvaziadas dessa função e em avançado estado de degradação), vazios urbanos e antigas "ilhas operárias". Trata-se portanto de uma área com um tecido urbano descontínuo, onde se inserem áreas edificadas de dimensão assinalável, como aquelas que restam das unidades industriais agora ao abandono, e cuja recuperação e destino serão factores a ter em conta quando da elaboração de uma estratégia de reabilitação e revitalização desta parte da cidade.


(ref:C0412-00102)


Century 21 Grupo Aliados II

Anunciante desde Mar. 2020 PRO
Porto